O LADO BOM DA FISSURA

Neste momento, sem se preocupar com definições técnicas, podemos entender a FISSURA com sendo uma vontade de usar drogas/álcool. Por óbvio, existem diversas etapas que fazem parte do caminho da fissura (pathway of craving), tais como: acionamento de gatilhos, fissura assintomática, fissura sintomática e recaída. Embora existam centenas de formas de diagramar esse caminho é comum que o final dele comine com a recaída. Contudo, discordamos veementemente disso já que a fissura, para os abstêmios, termina com a MANUTENÇÃO DA  ABSTINÊNCIA, e não com recaída. Assim, vale a máxima: “mesmo com fissura podemos permanecer abstêmios”.

Após essa breve introdução, gostaria de discorrer sobre o LADO BOM DA FISSURA. Sim, a fissura também possui um lado positivo. 

Então, temos, no mínimo, 10 (dez) efeitos positivos atribuídos à fissura:

(1°) Representa o ROMPIMENTO com o ciclo de adicção. Só tem fissura  quem interrompeu o ciclo de uso. Quem está usando drogas/álcool não tem  fissura já que costuma saciar essa vontade usando sua droga de eleição.  Por outro lado, aquele que interrompeu o uso de drogas/álcool terá,  inevitavelmente, algum nível de fissura.

(2°) A fissura é o  primeiro sinal de que as drogas/álcool estão fisicamente longe do  abstêmio. Para ter fissura precisa estar DESINTOXICADO.

(3°) A  fissura exige do abstêmio uma íntima REAVALIAÇÃO sobre sua posição  diante do uso de drogas/álcool. Por exemplo, nas fases iniciais da  abstinência, perguntas como “devo ceder à fissura ou posso superar a  fissura?” são muito comuns.

(4°) Ao perceber os sintomas da  fissura o abstêmio começa a desenvolver seu senso de AUTOPERCEPÇÃO dos  sintomas da fissura. Isso ajuda o abstêmio a aprender sobre a  sintomatologia da fissura.

(5°) A fissura é o RESULTADO de uma  necessidade artificialmente criada pelo uso prolongado de drogas/álcool.  Se o uso era uma necessidade artificial (adicção) pode ser superado por  uma necessidade real (abstêmio).  É a cobrança da vida no momento atual  sobre os fatos praticados anteriormente. Fissura é efeito proativo da  adicção. A fissura ocorre na abstinência, mas é efeito da adicção.

(6°) A fissura é uma das melhores formas de sinalizar ao abstêmio que  ele havia perdido o CONTROLE sobre o uso das drogas/álcool.  Quando o  abstêmio percebe que sua mente e corpo desejam muito usar drogas/álcool  consegue entender que não existe mais o controle sobre esse consumo. 

(7°) A superação da fissura representa uma forma de adiamento das  satisfações/prazeres imediatos e isso ajuda a QUEBRAR O HÁBITO de uso –  comportamento de uso – que foi aprendido na adicção.

(8°) A  superação da fissura gera sensação de AUTOCONTROLE sobre os atos de sua  própria vida. Pode representar o início da recuperação existencial e  evolução consciencial abstêmia.

(9º) A superação da fissura exige  que o abstêmio “peça ajuda” e que comece a utilizar técnicas  terapêuticas eficazes ao seu processo de recuperação. A fissura é o  momento que o abstêmio mais aprende sobre sua “própria” AUTOAJUDA.

(10º) A fissura existe para mostrar a fragilidade com que o abstêmio  pode estar “levando” sua recuperação. É um sinal de ALERTA.

Por  esses e outros motivos, acreditamos que a fissura possui um lado  positivo desde que, obviamente, comine com a MANUTENÇÃO DO PROCESSO DE  ABSTINÊNCIA. A fissura não precisa terminar com a reintoxicação física  da pessoa já que MILHARES de abstêmios sentem fissura, mas, apesar disso, permanecem firmes e convictos da necessidade de preservarem a própria abstinência.

Bons estudos!

Escritor: Péricles Ziemmermann

____________

REFERÊNCIAS

Sugerimos, humildemente, a leitura do texto: RECAÍDA SEM USO 

Para saber mais: EBOOKS GRATUITOS

ZIEMMERMANN, Péricles. PRINCÍPIOS ABSTEMIOLÓGICOS. Porto Alegre/RS: Editora Simplíssimo, 2018. ISBN 978-85-824565-3-8

ZIEMMERMANN, Péricles. TEORIAS ABSTEMIOLÓGICAS. Porto Alegre/RS: Editora Simplíssimo, 2019. ISBN 978-85-824566-2-0

ZIEMMERMANN, Péricles. ITINERÁRIOS ABSTEMIOLÓGICOS. Porto Alegre/RS: Editora Simplíssimo, 2020. ISBN 978-85-924432-3-8

ZIEMMERMANN, Péricles. ABSTEMIOPATIAS. Porto Alegre/RS: Editora Simplíssimo, 2021. ISBN 978-85-824583-6-5

Para mais informações: LIVROS SOBRE CODEPENDÊNCIA

publicado
Categorizado como NOVIDADES

Por Pericles Ziemmermann

Autor dos livros "PRINCÍPIOS ABSTEMIOLÓGICOS", "TEORIAS ABSTEMIOLÓGICAS", "ITINERÁRIOS ABSTEMIOLÓGICOS" e "ABSTEMIOPATIAS". Advogado e especialista em diversas áreas. Pesquisador de temas abstemiológicos. Criador do maior site do Brasil sobre estudos da Vida Abstêmia: Abstemiologia.