TEORIA DO PÊNDULO ABSTÊMIO 

Antes de analisar a TEORIA DO PÊNDULO ABSTÊMIO é necessário entender outro tema, qual seja, a amplitude da jornada abstêmia. A ideia de amplitude abstêmia se relaciona com os limites do caminho abstêmio, ou seja, a elasticidade do processo abstêmio. Quando o abstêmio estiver muito próximo de retornar ao processo de adicção ele estará no LIMITE ABSTÊMIO INFERIOR OU ANTERIOR. Por outro lado, quando o abstêmio estiver se aproximando da pós-abstinência[1] ele estará no LIMITE ABSTÊMIO SUPERIOR OU POSTERIOR.

LIMITE ABSTÊMIO INFERIOR ocorre quando o abstêmio necessita aplicar técnicas muito específicas e se tais técnicas não forem utilizadas corretamente redundam, infalivelmente, na recondução ao processo de adicção (recaída). Por exemplo, as técnicas do “evite o primeiro gole” e do “só por hoje” indicam que se o abstêmio as descumprir estará ultrapassando o limite abstêmio inferior e voltando ao processo de adicção.

Na outra ponta, o LIMITE ABSTÊMIO SUPERIOR ocorre quando o abstêmio aplica técnicas para permanecer no caminho natural do processo abstêmio. Então, como exemplos, as técnicas da “carta de gratidão” e do “12º passo” representam um abstêmio que está se dirigindo ao flanco da pós-abstinência.

Assim, é possível entender que a abstinência tem duas extremidades: a inferior que representa o momento que antecede à recaída e a superior que corresponde ao âmbito da pós-abstinência.  Para concluir, é preciso explicar que o limite abstêmio inferior – ou anterior – é REAL já que se for ultrapassado fará com que a pessoa seja reinserida no processo adicto. Contudo, o limite abstêmio superior – ou posterior – é FICTÍCIO ou MERAMENTE TEÓRICO porque se for ultrapassado em nada mudará a vida abstêmia. O limite abstêmio superior é apenas um indicativo de que a pessoa está percorrendo o caminho da abstinência de forma coerente e coesa.

Agora, retomando o tema, a TEORIA DO PÊNDULO ABSTÊMIO significa que o vetor da abstinência é variável e pode, ora estar próximo ao limite abstêmio inferior, ora no limite abstêmio superior.  No início do processo abstêmio a pessoa ainda está cronologicamente muito próxima do limite inferior, porém depois de vários anos em abstinência a pessoa pode está se aproximando do limite superior. O mesmo ocorre com as aplicações de técnicas que, como visto, podem estar relacionadas ao limite anterior ou ao limite posterior.

Dessa forma, a jornada abstêmia sofre os efeitos da PENDULAÇÃO NO TEMPO (CRONOLÓGICA) e na APLICAÇÃO DE TÉCNICAS (METODOLÓGICA) sendo ambas relativamente independentes. Por exemplo, a pessoa pode ter muitos anos de abstinência (pendulação cronológica positiva), porém estar passando por dificuldades e, para isso, optou em aplicar a técnica de internamento preventivo (pendulação metodológica muito restritiva). O inverso também pode ocorrer: a pessoa está com pouco tempo de abstinência (pendulação cronológica negativa), contudo participa de grupos anônimos e recepciona novos integrantes prestando assistência a eles (pendulação metodológica positiva pela aplicação do 12º passo). Nestes exemplos, a pendulação é independente.

Porém, na prática, as pendulações (cronológica e metodológica) são relativamente independentes porque aqueles que possuem pouco tempo abstêmio (pendulação cronológica negativa) também possuem uma pendulação metodológica muito restritiva, e vice-versa.

Bons estudos!

Escritor: Péricles Ziemmermann

______________

REFERÊNCIAS

[1]    Como no caso do mega-abstêmio que consiste na classificação de abstêmio que ultrapassou o Ponto Ziemmermann (Ponto “Z”). O pós-abstêmio é a pessoa que está em abstinência há tanto tempo que já ultrapassou o somatório de todo o período em que esteve em drogadição.

Sugerimos, humildemente, a leitura do texto: LUCIDEZ ABSTÊMIA: UM DOS ROYALTIES DA ABSTINÊNCIA

ZIEMMERMANN, Péricles. PRINCÍPIOS ABSTEMIOLÓGICOS. Porto Alegre/RS: Editora Simplíssimo, 2018. ISBN 978-85-824565-3-8

ZIEMMERMANN, Péricles. TEORIAS ABSTEMIOLÓGICAS. Porto Alegre/RS: Editora Simplíssimo, 2019. ISBN 978-85-824566-2-0

ZIEMMERMANN, Péricles. ITINERÁRIOS ABSTEMIOLÓGICOS. Porto Alegre/RS: Editora Simplíssimo, 2020. ISBN 978-85-924432-3-8

ZIEMMERMANN, Péricles. ABSTEMIOPATIAS. Porto Alegre/RS: Editora Simplíssimo, 2021. ISBN 978-85-824583-6-5

Para saber mais: CURSOS E CERTIFICADOS

publicado
Categorizado como NOVIDADES

Por Pericles Ziemmermann

Autor dos livros "PRINCÍPIOS ABSTEMIOLÓGICOS", "TEORIAS ABSTEMIOLÓGICAS", "ITINERÁRIOS ABSTEMIOLÓGICOS" e "ABSTEMIOPATIAS". Advogado e especialista em diversas áreas. Pesquisador de temas abstemiológicos. Criador do maior site do Brasil sobre estudos da Vida Abstêmia: Abstemiologia.